Como reconhecer tradutores de qualidade: 5 características a ter em consideração...

Tradutor de qualidade como reconhecer prestadores de serviços profissionais

Por vezes as poupanças são realizadas na área errada. Um exemplo que ilustra bem o que acabámos de afirmar consta da imagem junto a este texto. Aparentemente, o esforço efectuado no sentido de encontrar um tradutor de qualidade não foi suficiente. Nem mesmo tratando-se de uma entidade oficial.

As traduções incorrectas numa ementa no estrangeiro poderão provocar um mero sorriso ou uma gargalhada – mas, no verdadeiro mundo empresarial, os erros de tradução podem sair muito caros.

Como posso ter a certeza que um tradutor ou linguista cumpre o que promete? Apresentamos as características que devem ser tidas em consideração.

 

Regra geral, os bons profissionais em tradução e prestação de serviços linguísticos distinguem-se pelas seguintes características:

São falantes nativos da língua de destino

Apenas os falantes nativos possuem uma “bagagem” e um conhecimento linguístico suficientemente profundos para garantirem a 100% um serviço com a máxima qualidade. Como tal, para os bons prestadores de serviços na área da tradução e dos serviços linguísticos é óbvio que o tradutor escolhido para realizar um trabalho deve ter como língua materna o idioma de destino, a língua para a qual a tradução vai ser efectuada.

Possuem conhecimentos comprovados na área técnica que é relevante para si...

Dispõe de documentos jurídicos cuja tradução é necessária para a concretização de negócios com empresas no estrangeiro? Nesse caso, o tradutor deve, naturalmente, estar familiarizado com os temas em questão. Pois os erros originam custos e incertezas ao nível jurídico. O mesmo é aplicável a manuais técnicos referentes a máquinas, instruções de utilização de aparelhos médicos, etc. Um prestador de serviços de tradução profissional encontra, na sua carteira de profissionais, o respectivo especialista.  Rápido, fiável, com o know-how necessário para a sua área de negócios.

Utilizam ferramentas de software comuns para terminologia, organização e gestão de projectos quando se trata de um grande volume de trabalho 

A utilização consistente de termos técnicos sempre idênticos e de expressões próprias e internas da empresa é importante - seja em documentos extensos e abrangentes ou nos diversos documentos de marketing isolados. O tradutor só consegue garantir a coerência terminológica mediante o recurso a software que inclua, por exemplo, sistemas de memórias de tradução e outros, bem como bases de dados terminológicas. O know-how do seu prestador de serviços em matéria de Language Engineering - ou seja, o know-how sobre a utilização dos vários formatos de ficheiros que são fornecidos para trabalhar - também é um aspecto a considerar. Os conhecimentos em DTP (Publicação Assistida por Computador) também constituem uma mais-valia. Tudo isto deverá ser tido em consideração quando se trata de documentos extensos, pois terá todas as vantagens ao nível da Corporate Identity.

Perguntam em vez de tentar adivinhar

Os profissionais experientes trabalham de modo eficiente: preferem perguntar do que seguir pelo caminho errado. As questões colocadas devem, à semelhança de outros aspectos da vida comercial, ser consideradas como sinónimo de competência e de eficiência na realização do trabalho.

Sempre que necessário: revisão por outro falante nativo

Ninguém é perfeito! E tal também se aplica aos tradutores. Em muitos casos, os bons tradutores garantem a qualidade do trabalho através do princípio dos 4 olhos, em particular, nos textos que se destinam à publicação. E o idioma de destino será também, naturalmente, a língua materna do “segundo par de olhos”.