Traduções e outros serviços em Coreano

Traduções e outros serviços em Coreano

O nosso escritório disponibiliza traduções profissionais e outros serviços linguísticos de e para Coreano

Traduções técnicas, traduções certificadas, interpretação, voice-overs, revisões/correcções: o nosso escritório é uma agência que presta um serviço linguístico completo e para todo o mundo, realizado por tradutores competentes e profissionais que traduzem apenas para a sua língua materna. A nossa rede, com mais de 80 agências em toda a Europa, esforça-se por assegurar um serviço de valor acrescentado. 

 

Prestamos serviço em diversas combinações linguísticas:

  • Português ⇔ Coreano
  • Inglês ⇔ Coreano
  • Espanhol ⇔ Coreano
  • Francês ⇔ Coreano
  • Alemão ⇔ Coreano
  • Italiano ⇔ Coreano
  • e outras

Os serviços que o nosso escritório presta em Coreano:

As nossas agências:

Poderá pedir um orçamento gratuito e sem compromisso através da nossa encomenda online ou por e-mail.

 

Informações úteis sobre a língua coreana

Mais de 78 milhões de falantes da língua coreana vivem na Coreia do Norte e do Sul. Acredita-se que o coreano moderno se desenvolveu a partir das línguas Buyeo no século III e fontes chinesas confirmam este facto. As várias tribos da península coreana foram pela primeira vez unidas pelo Reino de Silla, o que fez com que as pessoas rapidamente falassem uma língua comum - o coreano médio. A partir do século XV, houve um número crescente de documentos escritos em coreano médio e, no século XVII, a língua tinha mudado ainda mais, para se tornar no coreano dos tempos modernos.

Enquanto a língua da Coreia do Sul se baseia no dialecto e na ortografia da capital Seul, na Coreia do Norte a língua baseia-se no dialecto de Pyongyang. No entanto, as diferenças são muito pequenas e pode ser facilmente compreendido em qualquer parte da península, seja qual for o dialecto que se fale. Uma excepção é a ilha de Jeju; o dialecto dos habitantes das ilhas é muito diferente de outros dialectos coreanos e os coreanos de outras regiões do país têm dificuldade em compreendê-lo. Devido à divisão do país, na Coreia do Sul há mais palavras de empréstimo retiradas do inglês ou novas palavras formadas a partir delas, enquanto os norte-coreanos só são confrontados com este novo vocabulário, quando deixam a Coreia do Norte.