Segredos da tradução para a dobragem

Tradução para a dobragem

A dobragem consiste na substituição da voz original de produções audiovisuais (filmes e séries, filmes de animação, documentários, anúncios publicitários) por uma outra voz utilizando outro idioma e criando a sensação de que a voz que se ouve é a do personagem que se vê.

A dobragem é feita em estúdios especializados e, para além da qualidade da tradução, deverá haver um sincronismo perfeito entre o movimento labial do personagem e a voz que lhe é emprestada, de forma a preservar a naturalidade dos diálogos. Só assim pode ser feita uma boa dobragem.

Para tal, o profissional que executa a dobragem é alguém com formação específica no universo das artes do espectáculo e que, antes de iniciar o seu trabalho, estuda o personagem adaptando a voz às características do som original. Só desta forma a diversidade de nuances que caracteriza as vozes pode resultar em pleno.

O processo da tradução para a dobragem é iniciado com o encargo. Normalmente os requisitantes deste tipo de trabalho são produtoras, cadeias de televisão ou empresas de publicidade, embora também possam aparecer outros clientes. Estes entregam o material ao tradutor, que se encarrega de efectuar a tradução, para com ela começar a fase do ajuste. Essa fase também é denominada adaptação, e é uma das mais polémicas.

Nela utiliza-se uma série de símbolos que ajudam os actores e técnicos a efectuar o seu trabalho. Esses símbolos podem indicar desde a presença de pausas até à conveniência de se atrasar o início de uma intervenção, filtrar tecnicamente a mistura de voz ou a existência de reverberação.

Uma vez concluída a fase de ajuste, existe uma fase de revisão linguística, cujo objectivo é garantir ao espectador que o produto que chega aos ecrãs é correcto do ponto de vista da normativa da língua em que a dobragem é emitida.

A fase seguinte é a do processo de direcção. A mesma consiste na interpretação dos diálogos e, se for caso disso, na execução das modificações linguísticas pertinentes. Finalmente, os técnicos encarregam-se de efectuar as misturas das diferentes pistas gravadas, de incluir os ambientes e a banda sonora.

No que respeita aos géneros da tradução da dobragem, convém assinalar que nem todos os textos que aparecem no ecrã são susceptíveis de dobragem. Tal deve-se a factores políticos, técnicos e sociais. E, tendo em conta estas limitações, pode-se assinalar que existem quatro géneros de dobragem: drama, informação, publicidade e entretenimento.

Um procedimento complexo de que o tradutor deve estar consciente, conhecendo todos os aspectos que rodeiam esta actividade. Além disso, é necessário que domine todas as variantes relativamente ao seu trabalho: a dimensão semiótica, a dimensão pragmática e a dimensão comunicativa de cada uma das traduções de dobragem que estão envolvidas.

Não há dúvida de que a dobragem é um trabalho de tradução árduo e complexo. Por isso, as empresas e particulares que desejem a prestação deste serviço necessitam de contar com profissionais que sejam capazes de executar uma tradução que tenha em conta todas estas características, com qualidade e oferecendo garantias.