O mundo da otimização para motores de busca (SEO) internacionais e multilingues dá muito em que pensar

25/08/2014
traduções SEO

A acentuação coloca um problema constante à otimização para motores de busca em muitos países. Como os acentos não podem ser usados em nomes de domínio ou endereços de correio eletrónico, há a tendência em fazer a pesquisa utilizando a letra acentuada sem o correspondente acento. Isto, obviamente, pode alterar o significado da palavra. Em Itália, por exemplo, uma pessoa cujo último nome seja Canè, tornar-se-á Cane (que significa “cão”)! Outro exemplo de substituição de acento, este bastante caricato, vem da Turquia onde a letra ‘i’ existe sob duas formas: i (com ponto) e a letra ‘ı’ (sem ponto). Quando a palavra “sık” (que significa “frequente”) é escrita com um ponto (sik), é um termo de calão que designa genitais masculinos – pelo que, as pessoas ao procuram as “perguntas mais frequentes”, por exemplo, muitas vezes acabam em sites de conteúdo para adultos!

Em países com língua comum, como os países de língua espanhola, as diferenças de vocabulário colocam, frequentemente, um problema para a SEO. Em Espanha (cerca de 40 milhões de habitantes) a palavra “coche” é a mais comum para designar automóvel. No entanto, esta palavra não é usada, sob forma alguma, na Argentina. Na verdade, o termo “carro” é preferido por milhões de falantes de espanhol nos países da América Latina (60 milhões de pessoas nos EUA, 100 milhões no México, 43,5 milhões na Colômbia, 25 milhões na Venezuela e outros). O problema é que, em Espanha e alguns outros países da América Latina, “carro” apenas significa “carroça, carruagem ou carrinho de compras” e não “automóvel”. Por conseguinte, a melhor palavra para usar nos motores de busca é algo completamente diferente! “Auto” foi recentemente adotada por toda a comunidade de falantes de espanhol como a palavra universal para “automóvel” e, provavelmente, receberá mais hits, embora, certamente, não todos.

Uma das principais diferenças entre os motores de busca em língua russa e em língua inglesa é o modo como tratam a morfologia do russo. Por exemplo, em russo, alguns nomes podem ter até 12 formas diferentes e a raiz da palavra também se altera frequentemente. Para compensar isto, os algoritmos na Rússia são diferentes daqueles baseados nas regras do inglês.

Baidu.com é o principal motor de busca da China. Usa o pinyin (um método de escrever a pronúncia chinesa usando caracteres romanos), que é provavelmente uma das razões porque, na China, é usado por mais pessoas do que o Google (Google.cn tende a ser usado mais pela comunidade de negócios). Google China registou o seu domínio como g.cn – esta forma breve é mais fácil de escrever num teclado com caracteres não ocidentais.

Se a sua empresa precisa de suporte linguístico com traduções SEO, temos todo o prazer em ajudar como um parceiro de tradução competente fornecendo tradutores nativos.